XTrax, a câmera do momento!

Um certo dia me deparei com a frase: “uma fotografia capta e congela para sempre no tempo um momento fugaz que nunca mais se repetirá” e percebi que era exatamente essa a minha concepção sobre fotografia. Aliás, acho impossível explicar melhor do que com essa frase que, diga-se de passagem, não sei qual gênio a escreveu! Como vocês já devem ter percebido, uma das idéias do blog é divulgar tudo o que adoro e que já “não consigo viver sem” e, recentemente, tive a oportunidade de conhecer uma câmera e me apaixonei, sem exageros! Quem me segue no Instagram (@anddressup_dani) já sabe do meu novo vício..

A XTrax HD SD20 é a única câmera do mercado que vem com-ple-ta, ou seja, vem com todos os acessórios possíveis e imaginários, além , é claro, dos básicos. A ideia de criar uma câmera completa surgiu através de monitoramentes constantes feitos junto ao mercado do consumidor, então, é perceptível que os idealizadores da “câmera do momento” desde o início queriam surpreender a nós, meros consumidores!

<img class="aligncenter size-full wp-image-3589" title="I

Além da função que faz com que a câmera faça até 5 fotos por segundo, adorei a “Laser de Referência” e a “VOX” que, respectivamente, aciona um laser que permite saber para onde a câmera está direcionada e permite o acionamento por voz ou som. O acessório que mais curti foi, sem dúvida alguma, a case a prova d´água que, com alta resistência a impactos, aguenta mergulhos de até 30 metros! O sistema operacional da câmera é totalmente em Português o que permite um manuseio facílimo!

Não pude deixar de pedir ao Guilherme Leporace que, atualmente, é fotógrafo do O Globo e praticante de skimboard além de orgulho da namorada! – para falar das suas impressões a respeito da XTrax com um olhar, claro, bem mais apurado tanto como fotógrafo e como atleta:

É possível encontrar essa “belezura” em praticamente todo o Brasil através de lojas especializadas em esportes ou em informática, além de sites de e-commerce. O valor sugerido de venda ao consumidor é de R$ 999,00 a R$ 1.099,00 e, para a alegria dos nossos cartões, alguns revendedores oferecem parcelamento de até 12x sem juros!

Também se apaixonaram? Estão desejando loucamente uma?

Colaboração: Guilherme Leporace

Anúncios

Instacube: Porta retrato digital para fotos do Instagram

O Instacube, novidade empolgante para os “Instagramers“, surgiu no último dia 22 como um projeto crowdfundingAnd Dress Up também é cultura: Para quem não sabe, o objetivo principal do crowdfunding é arrecar dinheiro. Já vi muitos pela Internet com o objetivo de arrecadar dinheiro para artistas, pequenos negócios, iniciativas de software livre e ajuda a regiões atingidas por desastres, por exemplo -. Tal crowdfunding visava a obtenção de 250 mil dólares e, surrealmente, em menos de 24 horas, 186 mil dólares já haviam sido arrecadados. Atualmente o projeto já arrecadou mais de 364 mil dólares. Os 1000 primeiros a contribuir na realização do produto conseguiram comprar um lote limitado por $99.

Instacube, criação da D2M, poderia ser considerado apenas mais um dos muitos incontáveis porta retratos digitais, mas, com certeza, vai além disso do “básico”. O Instacube roda em Android, tem 4GB de armazenamento interno, 256MB de RAM, bateria recarregável, conexão wi-fi e, a partir disso, é possível logar diretamente numa conta do Instagram e, então, as fotos são exibidas em 600×600 na tela de LCD do porta retrato digital. Três botões no topo dessa fofura (sério, achei fofo!) permitem a alternância entre as fotos, o feed e, ainda, dão acesso a opção “curtir”. Aparentemente, a instalação é bem prática e rápida!


A previsão para o lançamento do Instacube é para março do ano que vem, mas se você tiver bem interessado, ainda é possível adquirir um colaborando com $149 ou dois por $199.

Ficou curioso para saber mais? Dá uma olhada nesse vídeo:

Sou fã de porta retratos digitais, mas adorei o diferencial do Instacube, além de adorar o designer dele que foge totalmente daquele “quadradão”! E vocês, gostaram?

Fotografia: Pola(d)roid

Ainda em clima de dia mundial da fotografia, vim correndo dar uma dica (que guardava há séculos!)!

Momento And Dress Up também é cultura: Para quem não sabe, a Polaroid Corporation foi fundada em 1937 por Edwin Herbert Land, cientista e químico, e, ficou famosa pela linha de câmeras que possibilitavam a revelação do filme negativo em segundos depois de tirada a fotografia. Com o início da Segunda Guerra Mundial, Edwin foi convocado para trabalhar em pesquisas militares e ajudou a desenvolver os óculos de visão noturna e o sistema de visão para os mísseis tele-guiados. Com o prestígio adquirido pelo trabalho militar realizado, o cientista conseguiu investidores, voltou ao laboratório de pesquisas e em 1948 lançou a primeira câmera Polaroid ♥. Dois anos depois, a câmera começou a ser vendida e a ser utilizada profissionalmente para as fotografias de documentos como, por exemplo, passaportes e identidades. Nas décadas de 70 e 80, o jeitinho único da Polaroid, composta por fotografias que apresentavam manchas esbranquiçadas e cores desbotadas, caiu no gosto de grandes artistas o que, de fato, ajudou a popularizar o seu uso. O modelo de câmera mais conhecido da marca nesse período foi o SX70 que, diga-se de passagem, foi responsável por elevar as imagens feitas com a Polaroid ao status de “Pop-Arte”.

Enfim, atualmente é fato incontestável que, completamente antagônico aos anos 80, a fotografia se encontra muito acessível e, além disso, é fato incontável a quantidade de modelos de câmeras digitais que dominaram o mercado, sem contar as câmeras integradas aos celulares (Ó céus, o que é a câmera do iPhone?!).

Já estão curiosos quanto a dica, né?!

Pois bem.. Que tal uma junção entre a Polaroid e a fácil acessibilidade à fotografia? Foi nessa que surgiu o Poladroid Project!

O Poladroid Project funciona da seguinte maneira: você entra no site, faz o download do programa (é super leve!), instala e.. Tcharãn! Você acaba de ganhar uma Polaroid virtual!

O mais incrível é o tempo de revelação que, como a Polaroid, deve-se esperar a total revelação da foto no “papel”, além do barulho típico da câmera!

A quem interessar, aqui estão algumas das minhas criações no Poladroid:

Não é o máximo? Fiquei com mais vontade ainda de ter uma câmera instantânea!

Instant Digital : New Polaroid

A fotografia Polaroid surgiu em 1947 com Edwin H. Land que lançou nos Estados Unidos a câmera que se se obtinha a imagem em um minuto, tempo que foi reduzido posteriormente para 10 segundos. Foi assim que começou a histórias das fotos instantâneas. Quem me conhece sabe o quanto sou apaixonada por fotografia analógica (com filmes). Acho mágico ver a imagem se formando no papel e sou fã da polaroid porque podemos ver acontecer esse momento em nossas mãos.

As fotos dela ficam uma fofura, até hoje eu procuro por uma (se alguém souber onde encontro ou se tiver uma e quiser vender é só me falar, rs)!

Vendo as notícias do dia li sobre o novo lançamento da polaroid, a Z2300 Instant Digital Camera! O novo modelo possui uma impressora embutida. Com fotos 5 x 7 cm a camera revela em menos de um minuto e não ultiliza tinta!(pasmem). Essa  nova tecnologia utilizada se chama ZINK, ou “zero-ink”!

A Zink funciona assim: Dentro do papel da foto possui cristais ciano, magenta, preto e amarelo que são ativados pelo calor. A foto sai impermeável, não desbota e vem com adesivo atrás!

E o que eu achei mais incrível é que dá para publicar direto no Facebook! Mês que vem começará a ser vendida nos EUA, por US$159.99 e virá com 10 folhas de ZINK de brinde. As folhas irão custar US$25 o pacote com 50 folhas ou US$15 com 30.

Fotos: Reprodução

Ah! quem quiser entrar na fila para adquirir essa coisa linda é só clicar aqui!

Eu ameiii! E, vocês, o que acharam?

Do conto de fadas à vida real..

Já imaginaram como seria a rotina da Barbie e do Ken? In The DollHouse é um projeto da fotógrafa Dina Goldstein que mostra como seria a vida da Barbie, a boneca mais bem sucedida do mundo, e do Ken, seu “marido”, se eles fossem de carne e osso. O ensaio fotográfico traz os modelos Reghan Blake e Nathaniel Campbell em um trabalho ficou ma-ra-vi-lho-so e muito realista! Os cenários foram construídos com todo capricho do mundo! O que são os detalhes?

Ah, o rosa não fica só na decoração, aliás, a casa da Barbie só poderia ser assim, vai também para a orientação sexual de Ken (Boy Magia!), revelando um casamento infeliz e com um final.. Surpreendente!

Dina ficou famosa em 1009 quando o seu primeiro trabalho Fallen Princesses tornou-se viral e já apareceu em mais de cem blogs.  o projeto ganhou vários prêmios, publicações internacionais em revistas. Além disso, Dina publicou um livro que é uma coletânea de ensaios, cartas, entrevistas e relatos sobre o Fallen Princesses que, por sua vez, retrata a vida das princesas da Disney no nosso mundo, enfrentando problemas corriqueiros (ou não!).

Dina Goldstein tem uma criatividade incrível, né?! Admiro muito o trabalho dela!